Para Congelar a Massa das Bolachas…

Nota Cooking: Contribuição do blog Mais um para a Cozinha! Original aqui. 🙂

Quando se acaba um rolo de papel higiénico ou um rolo de papel absorvente o que fazem com eles?

Reciclagem… Trabalhos Manuais… E se vos dissesse que também podem ser um grande auxilio na cozinha?  Sério!

Vamos ver como…

Cooking World - Congelar a Massa das Bolachas

Servem para fazer rolos para a massa de bolachas ou para a manteiga de Whisky em rolo:

Colocam a massa das bolachas em película aderente e fazem um rolo. Introduzem-na nos rolos de cartão e vão ajeitando até terem a massa a preencher o rolo. Podem usar quantos rolos quiserem , mas do mesmo diâmetro para a massa ficar igual. Depois é só levar ao congelador para enrijarem. Após a massa estar congelada podem tirar os rolos e guardar para a próxima vez.

Experimentem…

(Imagem cedida pela autora) Ana Rita M – Mais um para a Cozinha.

Anúncios

Quadrados e Rectângulos sempre Perfeitos

Se costuma fazer brownies ou quaisquer outros bolinhos que requeiram ser cortados depois de cozidos, então sabe que não é fácil conseguir tal proeza… Principalmente se, como eu há uns tempos atrás, não forrar o tabuleiro com papel vegetal.

Para que os quadradinhos ou rectângulos saiam sempre bem, o truque é o seguinte:

Forrar o tabuleiro não com uma, mas com duas folhas de papel vegetal, deixando margens suficientes em todos os lados para poder agarrar no papel.

Cooking World - Quadrados Sempre Perfeitos 2

Coza a massa no tabuleiro duplamente forrado, deixe arrefecer, corte os quadrados ou rectângulos ainda com a massa dentro do tabuleiro (assim a mesma não deslizará, como por vezes acontece quando a cortamos já fora da forma) e, em seguida, segure bem as margens dos papéis e retire os bolinhos do tabuleiro levantando os mesmos.

Evita migalhas na bancada, bolinhos tortos e o sentimento de frustração associado…

Salada Perfeita na Hora Certa

Não há nada mais aborrecido do que convidar alguns amigos para almoçar ou jantar e estar à última da hora, quase com os convidados já sentados, a preparar a salada para ter a certeza que os vegetais estão com bom aspecto… A não ser preparar a salada algumas horas antes e no fim a salada estar mais que murcha quando chega à mesa! :/

Pois bem, saiba que é possível preparar a saladinha até 12h antes e mesmo assim ela chegar à mesa na hora certa com um aspecto viçoso e crocante!

Basta cobrir bem o recipiente da salada (já preparada mas não temperada) com folhas de papel de cozinha humedecidas, embrulhar tudo em película aderente e reservar no frigorífico! Dizem os entendidos que fica perfeita. 🙂

Fonte: Real Simple.

Balança, Jarro Medidor ou Ambos?

Cooking World - Balança Jarro MedidorDescobri aqui há dias à venda este utensílio… Chamou-me a atenção por estar na secção de balanças de cozinha, mas parecer um jarro medidor!

Aproximei-me para ver melhor e percebi que é um jarro medidor, sim, mas também é uma balança! Com capacidade para 1l / 3kg, programas específicos para medir água, leite, óleo e manteiga, sistema em kg ou em cups (acho que em pound também) e mais uma série de funcionalidades que me pareceram extremamente úteis. 🙂

Já ficou debaixo de olho! É da Fagor mas, quando fui ao website da marca procurar as características técnicas e demais informações, não consegui encontrar o produto… Nem na Fagor Portuguesa, nem na internacional, nem em nenhum dos outros países!

Caso interesse a alguém, avistei esta beleza na MediaMarkt, por 29,90€. Bem que gostava de vos dar mais informações, mas por enquanto não é possível…

Doce de Cascas de Abóbora

Aqui há tempos referi num artigo o doce de cascas de cenoura, mas a verdade é que cá por casa os doces são quase todos caseiros e muitos deles feitos a partir das cascas da fruta e dos legumes (é desta que o meu marido nunca mais toca num doce feito por mim…). Este é mais um desses muitos doces!

Comprei abóbora em promoção, logo, em quantidade… A polpa foi para sopa, as cascas… para doce! E é facílimo de fazer, querem ver?

Cooking World - Doces de Cascas de Abóbora e CanelaIngredientes:

2 chávenas de cascas de abóbora

1/2 chávena de água

1 chávena de açúcar

1 pau de canela

Preparação:

Lavar muito bem as cascas de abóbora, cortá-las em pedaços pequenos e cozê-las em água, juntamente com o pau de canela cerca de 8 minutos. Quando as cascas estiverem cozidas, escorrê-las bem e reservar 1/2 chávena dessa água.

Bater muito bem as cascas cozidas, o pau de canela e a 1/2 chávena de água no liquidificador. Levar esta mistura ao lume, adicionar o açúcar e deixar cozinhar 15 minutos em lume médio-baixo, mexendo sempre.

Retirar do lume, deixar arrefecer um pouco e colocar o doce em frascos de vidro bem fechados.

Nota: Se for para conservar o doce por bastante tempo, será aconselhável esterilizar os frascos e depois de colocar o doce nos mesmos virá-los de cabeça para baixo, de forma a criar vácuo.

E como por aqui se tenta não desperdiçar nada, à água de cozer as cascas juntaram-se 3 folhas de gelatina e 3 colheres de sopa de açúcar e assim se fez uma gelatina de abóbora e canela para a sobremesa do jantar!

Pendurar Panos de Cozinha

Cooking World - Pendurar Panos de CozinhaNa minha antiga casa, eu costumava ter os panos de cozinha pendurados em dois ganchos na parede; nesta casa, a disposição da cozinha não me permite essa solução, porque não tenho parede com altura suficiente disponível onde realmente preciso dos panos… Mas tenho o forno! Comecei a utilizar a barra do forno para pendurar os panos; mas com crianças e gatos em casa, os ditos passavam mais tempo no chão do que pendurados, o que era uma verdadeira chatice. Andei a pesquisar possíveis soluções para este problema e encontrei uma que me agradou aqui.

Já a pus em prática; resulta e, além disso é bastante simples: basta colocar dois pedaços de velcro nas extremidades dos panos et voilá!

Fonte: Martha Stewart.

Freezer Labels, Anyone?

Cooking World - Freezer Labels AnyoneUma das melhores medidas de organização (e de poupança, diga-se de passagem) a nível das arcas congeladoras consiste em etiquetar todos os alimentos que pretendemos congelar com a respectiva data de congelação; eu costumo anotar o conteúdo e a data com uma caneta de acetato directamente nos saquinhos ou numa etiqueta normal, do género daquelas que se usam para os cadernos e livros escolares.

Mas enquanto deambulava pelo site da Martha Stewart deparei-me com estas etiquetas, disponíveis para download, e estas também :). Desde que tenhamos papel A4 autocolante, podemos imprimi-las sempre que necessitarmos e, em relação às primeiras, como vêm em 4 cores, até podemos categorizar os produtos por cor – carne, peixe, legumes e frutas, por exemplo. Depois é só escrever qual o conteúdo e assinalar a respectiva data de congelação 🙂

Uma forma de deixar as nossas arcas congeladoras mais organizadinhas e bonitinhas por muito pouco dinheiro. Assim que conseguir arranjar as ditas folhinhas, vou experimentar.

Fonte: Martha Stewart.

Bulk Cooking

Imagem retirada da internet via Google Imagens

Imagem retirada da internet via Google Imagens

Já ouviu falar em Bulk Cooking? Talvez sim, talvez não; e se calhar até põe a técnica em prática mas ainda não lhe atribuiu um nome!

Mas passemos ao que interessa: o Bulk Cooking começa a ganhar cada vez mais fãs no nosso país; o conceito, no fundo, significa cozinhar durante um dia para comer durante um mês inteiro, ou seja, passar um dia inteiro trancada na cozinha para preparar uma série de refeições que são depois congeladas e consumidas ao longo do mês.

É claro que nem todos gostam de comida congelada, nem todos têm arcas frigoríficas espaçosas e nem todos têm disponibilidade – e paciência, diga-se de passagem – para estarem horas e horas a fio a cozinhar; mas o facto é que o resultado são vários dias de comidinhas caseira, sem grande trabalho e sem ter que dar cabo da cabeça a pensar no que é que vai comer nesse dia!

No entanto, há uma característica fundamental para quem quiser experimentar este conceito – a organização; porque cozinhar grandes quantidades e variedades de comida em pouco tempo, numa cozinha pequena e provavelmente com pouca ou nenhuma ajuda implica sem dúvida uma grande dose de organização; por isso, se é organizada, atreva-se a investigar o tema e a pôr este conceito em prática; se não é organizada, atreva-se também!

Pense em todas as vantagens – o que vai poupar em restaurantes e comida encomendada, em dores de cabeça, em stress, no prazer e tranquilidade de ter sempre comidinha caseira pronta a aquecer e servir, no tempo livre que vai passar a ter para fazer o que mais gosta… Então, já está convencida?

Eu sou adepta da técnica, mas não sou extremista… Por norma tenho sempre carne picada cozinhada à bolonhesa, carne assada fatiada e mais duas ou três coisitas para fazer face a situações de “emergência”, mas ainda não aderi ao bulk cooking no verdadeiro sentido do conceito; quem sabe num futuro próximo?

Já agora, alguns links interessantes sobre o tema: Menus4moms; fractured; Home Cooked Meals; Money Saving Mom.