Tarte de Abóbora e Especiarias

Nota Cooking: Contribuição do blog Tertúlia da Susy! Original aqui. 🙂

tarte_abobora_e_especiarias_3

Ingredientes:

Massa:

  • 165g da farinha de trigo
  • 75g de manteiga amolecida
  • 50g de açúcar
  • 25ml de água

Recheio:

  • 3/4 chávena de açúcar
  • 1+1/4 colher (chá) de canela em pó
  • 1/2 colher (chá) de sal
  • 1/4 colher (chá) de gengibre em pó
  • 1/8 colher (chá) de noz-moscada
  • 1/8 colher (chá) de cravinho em pó
  • 400g de abóbora em puré
  • 1+1/4 chávena leite de soja “Alpro”
  • 2 ovos

Preparação:

Junte a farinha, a manteiga e o açúcar e amasse tudo com as mãos, cerca de 15 minutos e deixe repousar.

Numa tigela, misture o açúcar, a canela, o sal, o cravinho, o gengibre e a noz-moscada.

Adicione a abóbora, o leite  e os ovos.

Mexa até estar homogéneo.

Verta a mistura para a tarteira forrada com a massa.

Coloque no forno a 200ºC por 15 minutos, depois reduza a temperatura para 180ºC e retire quando o centro da tarte estiver cozido (cerca de 45minutos no forno).

Coloque numa grade para arrefecer e sirva fria.

(Imagem cedida pela autora) Susy M – A Tertúlia da Susy.

Anúncios

ABC dos Alimentos: Pimenta Preta em Versão Rápida!

Nota Cooking: Contribuição do Paulo Herculano, autor do blog The Wild Kitchen!

Cooking World - ABC dos Alimentos - Pimenta PretaA pimenta preta (Piper negrum) é o fruto, ainda imaturo, da pimenteira. Também conhecida como pimenta-redonda e, no Brasil, como pimenta-do-reino, é uma das mais antigas especiarias conhecidas. Os seus grãos, secos e moídos, são muito usados na culinária de diversos países.

Com um sabor acre e picante proveniente de um composto químico chamado piperina, a pimenta preta serve para temperar sopas, guisados, estugados, saladas, peixes e marisco.

Benefícios para a Saúde:

● Melhora a Digestão

● Promove a Saúde Intestinal

Fonte: Wikipédia.

Paulo Herculano – The Wild Kitchen.

ABC dos Alimentos: O Louro em Versão Rápida

Nota Cooking: Contribuição do Paulo Herculano, autor do blog The Wild Kitchen!

Cooking World - ABC dos ALimentos - LouroO loureiro ou louro (Laurus nobilis) é uma árvore do gênero Laurus da família botânica das Lauraceae.

Frescas ou secas, as folhas de louro temperam caldos de peixe, sopas, refogados, guisados, marinadas, caris, pratos de carne, entre outros.

A medicina popular indica o chá das suas folhas em caso de problemas com a digestão.

Fonte: Wikipédia.

Paulo Herculano – The Wild Kitchen.

ABC dos Alimentos: O Cravinho em Versão Rápida!

Nota Cooking: Contribuição do Paulo Herculano, autor do blog The Wild Kitchen!

Cooking World - ABC dos Alimentos - Cravinho

O Syzigium aromatium ou cravinho pertence à família das Mirtáceas e desde há muito é utilizada no Oriente para eliminar o mau hálito e comunicar “bom cheiro”. Na China do séc. III antes de Cristo, era mastigada antes de se falar com o Imperador, e ainda hoje, se reconhece o seu aroma, à porta de alguns consultórios de dentistas, onde a “essência de cravo” é utilizada devido às suas propriedades antissépticas. Na Índia e na Pérsia, são-lhe atribuídas propriedades afrodisíacas.

O sabor picante e aroma a flores e frutos tropicais do cravinho é excepcional em pratos de caça, caldeiradas, guisados, estufados,  sopas e marinadas.

Benefícios para a Saúde:

● Estimulante

● Propriedades Aperitivas

● Elimina os Gases Intestinais

Fonte: Vaqueiro.

Paulo Herculano – The Wild Kitchen.

Moinho de Especiarias com Humidade?

Cooking World - Moinho de EspeciariasQuem utiliza moinhos de especiarias muito provavelmente costuma deparar-se com o mesmo problema que eu, até me lembrar de fazer o que vos vou explicar a seguir: a humidade decorrente da utilização dos ditos sobre os tachos ao lume, para temperar os cozinhados.

Pois é, quando cozinhamos a comida, sai vapor de dentro dos tachos e, ao colocarmos os moinhos sobre eles, essa humidade faz com que os temperos fiquem como que colados às lâminas, em vez de caírem sobre a comida. É pouco prático, pouco higiénico e eventualmente ainda pode criar dois problemas adicionais, se não utilizarmos os moinhos diariamente – o aparecimento de ferrugem nas lâminas e a perda de sabor e qualidade das especiarias que estiverem no moinho, devido à entrada de humidade.

A solução? Nada mais simples: em vez de utilizar os moinhos sobre os tachos e panelas, fazê-lo sobre um pratinho ou uma tacinha; ou seja, colocamos no pratinho a quantidade de tempero que desejamos e depois despejamo-lo para o tacho; e assim o moinho nunca se sujeita ao vapor advindo dos cozinhados!

(Imagem retirada da internet via Google Imagens)