Bundt Cake Marmoreado de Ricotta

Nota Cooking: Contribuição do blog Acção na Cozinha! Original aqui. 🙂

E mais um Bundt Cake, inspirado no Bundt de Ricotta do blog (espectacular) da Mena, “As Aventuras de uma Mamã”.

Não segui a receita, pois não tinha alguns dos ingredientes disponíveis, mas achei curioso, a adição de Ricotta num bolo.

Verdade seja dita, nunca tinha usado ou provado o queijo ricotta, mas tenho visto ser usado mais em tartes ou cheesecakes do que em bolos.

Fiz a minha receita de bolo de iogurte (a dobrar), no qual coloquei em vez de 2 iogurtes, 1 iogurte e a mesma quantidade (do copo do iogurte) de queijo ricotta.

Cooking World - Bundt Cake Marmoreado de Ricotta

Ingredientes:

6 ovos (tamanho L)
1 iogurte
1 (copo iogurte) de queijo ricotta
Raspa de limão a gosto
5 (copo iogurte) de açúcar
2 (copo iogurte) de óleo
5 (copo iogurte) de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
2 colheres de sopa de chocolate em pó para fazer o marmoreado

Preparação:

No copo da bimby coloque os ovos, o açúcar e a raspa de limão e programe 5m, vel.4, temp.37º. De seguida adicione o iogurte, o ricotta e o óleo e misture 15s, vel.3.

Por fim a farinha e o fermento 15s, vel.3. Coloque 3/4 da massa numa forma previamente untada e reserve. Na restante 1/4 de massa coloque o chocolate em pó e misture mais alguns segundos.

Junte esta mistura à anterior de maneira a que fique com um efeito marmoreado. Leve ao forno pré aquecido a 180º cerca de 30m.

Nota: Na altura de untar a forma gosto sempre de “forrá-la” com açúcar mascavado, dá um toque crocante e brilhante ao bolo quando se desenforma.

(Imagem cedida pela autora) Carla Oliveira – Acção na Cozinha.

Bundt Cake Floresta Negra

Nota Cooking: Contribuição do blog Aventuras de uma Mamã! Original aqui. 🙂

Cooking World - Bundt cake Floresta Negra

Ingredientes:

  • 3 ovos
  • 200 gramas de manteiga sem sal (temperatura ambiente)
  • 250 gramas de açúcar
  • 150 gramas de chocolate Lindt negro com recheio de frambuesa
  • 40 gramas de cacau sem açúcar
  • 250 ml de buttermilk*
  • 300 gramas de farinha
  • 1/2 colher de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato

* Para fazer buttermilk colocamos 250 ml de leite e adicionamos uma colher de sumo de limão. Deixamos repousar 10 minutos, como minímo.

Para a calda e decoração:

  • 1 frasco de 500 ml de cerejas em calda (um frasco grandeee!)
  • 1 casca de limão + 1 pau de canela + açúcar (dependendo se as cerejas são ou não muito doces) + 1 colher de sopa de farinha maizena diluída num pouco de água bem quente.
  • 500 ml de natas para bater
  •  3 colheres de sopa de açúcar em pó
  • 2 colheres de sopa de chocolate granulado (que sejam generosas essas colheres)

Preparação:

Peneiramos a farinha, o cacau, o fermento, o bicarbonato e reservamos.

Pré-aquecemos o forno a 160ºC.

Colocamos o chocolate a derreter em banho maria e reservamos. Começamos por bater a manteiga durante 3 minutos a uma velocidade média. Juntamos o açúcar e continuamos a bater até que duplique o volume. Juntamos os ovos um a um, misturando bem entre cada adição. Depois de juntar os ovos, adicionamos o chocolate derretido e misturamos bem.

Começamos a juntar o buttermilk, alternando com a mistura de farinha, devendo terminar com a farinha. Este último passo deve ser feito a velocidade baixa, para impedir que se destruam as bolhas de ar que demos à massa antes.

Untamos devidamente a forma e colocamos a massa suavemente. Esta massa tem a particularidade de ser muito densa, e na forma devemos deixar cair e que encontre o caminho, para que preencha todos os relevos.

Levamos ao forno aproximadamente 50 minutos ou até que o palito esteja seco.

Colocamos numa grelha e deixamos arrefecer 10 minutos. Terminado este tempo, desenformamos e metemos dentro de um saco de plástico ou envolvemos em película aderente.

Deixamos arrefecer COMPLETAMENTE o nosso Bundt, melhor que seja feito à noite, e assim melhoramos também a textura.

Para a calda, colocamos a cereja e a respectiva calda num tacho, a casca de limão e o pau de canela, e levamos ao lume. Se forem pouco doces adicionamos 1 ou 2 colheres de açúcar. Deixamos que ferva e de seguida juntamos a água e a maizena. Deixamos que engrosse e retiramos do lume.

(A calda tb pode ser feita com antecedência, para que assim quando se proceda à decoração do bolo, esteja bem fria).

Para o chantilly, batemos as natas bem frias, com 3 colheres de açúcar em pó, até obtermos um chantilly espesso. Juntamos de seguida o chocolate granulado e envolvemos suavemente.

Cortamos o Bundt em três camadas. Colocamos em primeiro lugar algumas colheres de calda e algumas cerejas; seguidamente, com a ajuda de um saco de pasteleiro, vamos colocando o chantilly, terminando com mais umas colheradas de calda. Sobrepomos a 2ª camada de bolo e repetimos da mesma maneira. Terminamos com a última camada de bolo.

Polvilhamos com açúcar em pó e colocamos um pouco mais de chantilly se quisermos. Terminamos com algumas cerejas e calda das mesmas.

(Imagem cedida pela autora) Mena Lopes – As Aventuras de uma Mamã.

Afinal o que é um Bundt Cake?!?!

Nota Cooking: Um artigo da responsabilidade da Mena Lopes, autora do blog As Aventuras de uma Mamã, sobre Bundt Cakes. Diga-se de passagem que está excelente, vale mesmo a pena ler!

Um dia destes tinha uma mensagem da minha querida Natacha a perguntar-me o que era um Bundt Cake.

Ora aqií está uma pergunta difícil! Sim, porque não há tradução lógica para este tipo de bolo. É um bolo de origem norte-americana, mas que de momento já corre todo o mundo, mantendo sempre o mesmo nome. Isto porque são feitos naquilo que se chama um Bundt Pan, ou seja uma forma de Bundt.

De tão especiais que são, estes bolos também têm que ser feitos em formas especias. A melhor forma de Bundt’s é a da Nordic Ware.

Para terem uma ideia, a primeira forma de Bundt apareceu no ano 1950, e como tal este tipo de bolo já tem mais de 60 anos. Os materiais foram sendo alterados, mas sempre mantendo o formato original! As formas são de perder a cabeça, e qualquer amante de Bundt’s tem uma forma destas. (eu ainda não tenho, mas quando tiver será um sonho cumprido). Deixo-vos alguns exemplos deste tipo de formas, da respetiva marca:

Forma comemorativa dos 60 anos do Bundt Cake Imagem: Nordic Ware

Forma comemorativa dos 60 anos do Bundt Cake
Imagem: Nordic Ware

A partir do ano 2000 começaram a aparecer no mercado formas com outros desenhos. Será apenas uma questão de gosto pessoal, porque para mim são todas lindas de morrer.

Imagem: Nordic Ware

Imagem: Nordic Ware

Com o tempo vão aparecendo novos modelos, como se tratasse de uma colecção Primavera/Verão. Inclusivamente, têm também as formas múltiplas de Bundt, ideais para fazer mini bundt’s:

Imagem: Nordic Ware

Imagem: Nordic Ware

Além de os Bundt cakes serem feitos em formas especiais, também há uma série de recomendações que devem ser consideradas.

Antes de começar a fazer um Bundt devemos preparar com antecipação todos os ingredientes que vamos utilizar, e acima de tudo assegurar-nos que temos todos os ingredientes para a receita. Todos, mas todos, os ingredientes para a execução destes bolos, devem estar à temperatura ambiente.

Devemos ter a manteiga a mais ou menos 20ºC. Nunca, mas nunca, devemos derreter a manteiga. Deve ter  uma textura de pomada como mostra a foto abaixo:

Podemos comprovar que a manteiga está à temperatura ambiente se ao carregarmos o dedo fica marcado. Quando se diz temperatura ambiente devemos ter em atenção a temperatura da nossa cozinha, porque por exemplo no Verão facilmente a manteiga derrete.

Normalmente as receitas de Bundt Cake começam por bater muito bem a manteiga. É este processo que permite que a massa ganhe ar suficiente. O processo de bater a manteiga com o açúcar é factor primordial na execução de qualquer Bundt Cake, pois vamos criar as “borbulhas” de ar necessárias para que cresça. Depois de preparar esta massa, segue-se a adição dos ovos, que devem estar a temperatura ambiente. Se por acaso nos esquecemos, podemos colocá-los numa bacia com água morna durante uns cinco minutos.

Os ovos têm que ser adicionados um por um, misturando bem entre cada adição! Depois dos ovos normalmente seguem-se os ingredientes secos (farinha, sal, fermento, bicarbornato) e líquidos (creme frâiche, buttermilk, etc) que devem ser adicionados de forma alternada, terminando sempre com os ingredientes secos.

Normalmente estes ingredientes secos são sempre peneirados. Devem ser misturados suavemente e não batidos para que não haja libertação do glúten e não se formem túneis na massa do Bundt.

Outro dos aspectos fundamentais é a preparação da forma. Deve ser correctamente untada para que se possa desenformar bem o nosso Bundt.

O tempo de cozedura dos Bundt varia consoante o tamanho da forma utilizada, e como é óbvio, do forno que utilizamos.

Normalmente o tempo de cozedura pode variar entre os 50 e os 65 minutos, dependendo do forno.

O melhor truque continua a ser o do palito, e quando saia seco, está pronto a ser retirado do forno.

Não sei da existência de nenhum livro sobre Bundt’s, mas certamente que existirá; para encontrar receitas, o que não faltam são blogues na internet recheados destes maravilhosos bolinhos.

Podem encontrar uma amostra muito reduzida deste tipo de bolos em As Aventuras de uma Mama, ou senão, pela blogosfera internacional.

Depois de retirar do forno um Bundt Cake são essenciais os primeiros minutos de arrefecimento. Tem que se deixar arrefecer no mínimo 10 minutos sobre uma grelha e só depois deste tempo pode ser desenformado. Depois de se desenformar, deixamos arrefecer sobre a grelha, e de preferência, envolvido num saco de plástico ou película aderente, para que possa manter toda a humidade que tanto caracteriza este tipo de bolos.

Normalmente estes bolos não têm muita decoração e quanto muito pode ser colocada uma cobertura, isto porque algumas das formas já fazem com que estes bundt’s fiquem decorados com o formato delas.

Espero que com este pequeno relato tenha ajudado a esclarecer o que é um Bundt, e que comece agora uma onda de Bundt’s na blogosfera culinária!

Mena Lopes.

Fontes: El Rincón de Bea / Nordic Ware / As Aventuras de uma Mamã

E agora duas palavras do Cooking World: Obrigada Mena!!!!!!!!!!!!!