Exhaust Burger

E que tal transformar os tubos de escape dos nossos automóveis em barbecues?! Já estão a torcer o nariz, certo? Pois, eu também torci quando me deparei com este engenho:

O Exhaust Burger serve para grelhar hamburgueres e recorre ao tubo de escape de qualquer automóvel para tal, tornando assim possível cozinhar e conduzir ao mesmo tempo (esta expressão parece-me muito estranha…), aproveitando desta forma energia que seria desperdiçada, logo, é amigo do ambiente.

Como funciona? Segundo a equipa que concebeu e construiu o protótipo (Roohollah Merrikhpour, Mina Mirzahossein, Narges Alam, Hani Saghaiyan, Elmira Manafnejad, Sanaz Ghaem’maghami e Navvab Bahreyni), os gases de exaustão fluem através de um percurso específico na parte superior do engenho, transmitindo calor para o hamburguer, que se encontra perfeitamente isolado na parte inferior e sem qualquer risco de contacto directo com os gases mencionados; estes, por sua vez, são eliminados pela outra parte do aparelho.

Já imaginaram se a moda pega? Vai ser uma tal confusão no trânsito, com toda a gente a aproveitar os sinais vermelhos para sair do carro, pôr o belo do hamburguer a cozinhar para o almoço e a voltar para dentro do veículo… E quando chegarem ao destino, estacionam, sacam do hamburguer, comem-no e lá vão à sua vida!

Fonte: Ritoon.

Paracucina

Cooking World - ParacucinaOra bem… Isto é um chapéu de chuva; não, é um prato de uma antena parabólica; não, é um fogão solar… voltemos ao início: é um chapéu de chuva; e também é um fogão a energia solar; mas não é um prato de uma parabólica.

Ok, esclarecida. Sendo assim… Posso cozinhar, certo? Lentamente, mas posso; e também posso proteger-me da chuva. Parece-me bem, desde que não utilize ambas as funções em simultâneo.

E como é um projecto diy da autoria de Marc Ayats, que lhe deu o nome de Paracucina, acho que vou arriscar e tentar construir uma coisita semelhante. Alguém me acompanha?

Fonte: DVICE.

Para Cozinhar Onde Quer que Seja??

Cooking World - Forno PortátilE que tal um forno levezinho, totalmente portátil e de tecido??

Parece impossível? Pois não é. Este forno, desenvolvido por investigadores do Taiwan Textile Institute, é ideal para levar connosco e cozinhar em qualquer lado… Desde que tenhamos acesso a uma fonte de corrente eléctrica. Dizem os seus criadores que atinge os 150ºC. Perfeito, por exemplo, para o campismo, para um piquenique, até mesmo para levar para a praia!

Imaginem lá comer uma lasanha acabadinha de fazer num parque de merendas com uma vista deslumbrante, por exemplo?? Ou fazer um bolinho enquanto dormitamos à sombra de uma árvore??

É verdade que a temperatura atingida é inferior à que atingiríamos nos nossos fornos convencionais, mas para o objectivo a que se propõe – ser um forno dobrável e portátil, parece-me bastante bem. Só acho que poderia ser alimentado por uma fonte de energia mais amiga da natureza e das várias possibilidades de passeios ao ar livre; se fosse a energia solar, então aí seria mais que perfeito!

Fonte: Texit.

Beber Café num Bolo?!

Cooking World - Beber Cafe num BoloQue tal beber o cafézinho numa chávena feita de bolo, com um revestimento de açúcar glaceado que funciona como isolante e faz com que não seja preciso adicionar açúcar e nem sequer perder tempo a mexer o mesmo e depois comer a chávena?

Pois a mim parece-me bastante bem! É pena que se trate apenas de um protótipo criado por Enrique Luis Sardi para a Lavazza há já uns bons anos em resposta ao desafio de criar uma chávena de café ecológica e não tenha chegado aos cafés de todos os dias…

Seria uma verdadeira revolução… Deixava de ser preciso gastar água e electricidade para lavar as chávenas, o bolinho estava sempre incluído no preço do café… Para mim só falta mesmo é a versão em adoçante, para quem utiliza este em vez do açúcar!

Fonte: Packaging|UQAM

Uma Bancada que Pensa?

Cooking World - Bancada Oasis 1A bancada de cozinha Oasis é apenas um protótipo, mas desperta a curiosidade de qualquer um!

Esta bancada pode mesmo ser considerada como a bancada do futuro, já que tem funcionalidades nunca antes vistas neste tipo de superfícies e com certeza bastante úteis para quem cozinha; senão vejamos:

Cooking World - Bancada Oasis 2

É sensível ao toque, pelo que com um único dedo podemos ter acesso a um relógio e temporizador ou uma lista de compras virtual; se por acaso entornarmos algo sobre a bancada, surge imediatamente um aviso, para que procedamos à respectiva limpeza (óptimo para quem é desorganizado na cozinha); e se colocarmos alimentos sobre a bancada, ela diz-nos o que poderemos cozinhar com eles, podendo mesmo dar-nos uma série de indicações nutricionais.

Cooking World - Bancada Oasis 3

Para mim, só falta uma balança para pesar ingredientes!

A bancada foi desenvolvida por Ryder Ziola, estudante da Universidade de Washington, em conjunto com cientistas do Intel Labs Seattle, liderados por Beverly Harrison.

Fonte: Dvice / MIT Technology Review.

Um Fogão com Rodas!

Cooking World - Fogao com RodasPronto, é um destes que eu quero! 🙂

Não para todos os dias, mas para quando me apetecer cozinhar ao mesmo tempo que apanho um banho de sol (ai que saudades…) recostada numa espreguiçadeira no jardim.

Ou quando tenho muito pouco tempo e preciso de decidir entre ir tomar um duche ou fazer o jantar, por exemplo.

Ou para ir terminando o jantar confortávelmente sentada no sofá, em amena cavaqueira com os amigos.

Com um fogãozito destes, era só esticar o braço e mexer o conteúdo do tacho ou da panela – simples e prático! O fogão em si é composto por uma base fixa com um forno e 3 queimadores, mais uma parte que se pode deslocar, equipada com um bico enoooorme.

E não, não se encontra à venda, infelizmente.

Fonte: Bornrich